Aguarde...

Benvindos Siga-nos

Figuras ilustres

PROFESSOR CANHA

Professor Manuel Ferreira Canha, cujo reconhecido trabalho em prol da nossa terra ainda hoje é recordado por muitos que o conheceram e que foram seus alunos. Embora de forma sucinta, deixamos registados alguns traços da sua personalidade, mas que são suficientes para se perceber que o Professor Canha foi um homem com qualidades acima da média, nas múltiplas vertentes das atividades que teve ao longo da sua existência.

Manuel Ferreira Canha nasceu às 3 horas do dia 25 de Dezembro de 1880, na zona da Cruz Alta (atualmente Rua Cónego Maio nº 212), do lugar de São Bernardo, então Freguesia de Nossa Senhora da Glória e, hoje, Freguesia de São Bernardo, Concelho de Aveiro.

Era filho de Manuel Ferreira Canha e de Maria Joaquina Rafuga. Ao nível da comunidade, deixou marcas indeléveis na área do ensino, já que, durante largos anos, exerceu a missão de Professor Primário, no nº 214 da zona da Cruz Alta, local onde se encontra presentemente o Café Mimo, tendo lecionado a centenas de Alunos o ensino primário, os quais guardam do Professor Canha uma imagem de austeridade, rigor, exigência e competência. Foi essa imagem que levou a que tenha surgido a ideia de perpetuar a sua pessoa com a atribuição do seu nome a uma rua. Foi escolhida, para isso, uma rua onde o Professor Canha passava diariamente nas deslocações que fazia de sua casa, na Cruz Alta, para a Rua das Quintas, sita no Vale do Rendeiro. Daí que a rua que parte da Rua Cega e vai até ao designado Vale do Rendeiro, seja a "Rua Professor M. F. Canha".

Para além de ter sido um grande amigo da localidade onde nasceu, teve também uma atuação marcante na Sociedade Recreio Artístico, com sede na Rua Gustavo Ferreira Pinto Basto, 12, em Aveiro, fundada em 1896. Para esta instituição alcançou grandes vitórias em ciclismo e, a justificar, encontram-se (em fotografia) muitas medalhas juntas ao peito. Em sua honra, como prova de gratidão, esta Instituição mantém, colocado no centro do seu salão nobre, com muitos troféus, um valioso quadro a lembrar aquele que foi também um grande campeão.

CÓNEGO MAIO

O Padre José Simões Maio (Cónego Maio), cujo nome foi atribuído, em sinal de respeito e homenagem, à Rua mais central da nossa freguesia, a actual Rua Cónego Maio.

José Simões Maio, era filho de João Simões Maio e de Rosa Vieira dos Santos.
Nasceu em São Bernardo, em 7 de Março de 1880 e nessa terra veio a falecer em 3 de Junho de 1947, contando 67 anos de idade.

Em 19 de Setembro de 1902, com a idade mínima para ser ordenado, - 22 anos e meio - recebeu a ordenação sacerdotal, ministrada por D. Manuel Correia de Bastos Pina, Bispo de Coimbra, a cuja Diocese, então, as terras de Aveiro pertenciam.
Começou a exercer o  ministério na Igreja da Glória, como 
Coadjutor, passando pouco depois para Prior de Eixo.
Em 1909 vai como missionário para Angola, na companhia de Senhor D. João Evangelista de Lima Vidal, de quem foi Secretário e íntimo colaborador.

Em Luanda foi professor do Seminário e do Liceu, e Cónego da respectiva Catedral.

Em 1913, por falta de saúde, regressou a São Bernardo. Recuperadas as forças, tomou conta da paroquialidade de Carapinheira do Campo (Montemor-o-Velho), durante 22 anos.
Em 1934, vêmo-lo Pároco de Fermentelos e, seguidamente, Capelão do Sanatório dos Covões (Coimbra).

Restaurada a Diocese de Aveiro em 1938, o Cónego Maio é chamado pelo seu grande amigo D. João Evangelista, para seu Secretário, cargo que deixou em 1944 por falta de saúde.
 Vivendo uma vida simples e ardorosamente apostólica, foi o Cónego Maio o homem de São Bernardo que semeou no Povo a bela ideia de ser criada a Paróquia, e que por ela se bateu apoiado por outros homens da terra; e, embora tenha morrido sem a ver criada (ainda demorou oito anos após a sua morte), levava para a eternidade a “certeza” de que não tardaria. E tal era essa “certeza” que, por morte, doou à Diocese a sua residência com o fim explícito de ser Residência Paroquial, quando São Bernardo se tornasse “Paróquia”.

Os seus restos mortais encontram-se no Cemitério de São Bernardo, para onde foram transladados em 29 de Julho de 1975.
Homem dedicado, de personalidade franca, homem de fé, homem de Deus, homem de São Bernardo, conquistou o respeito e admiração de todo o Povo que, como prova de gratidão, deu à rua onde nasceu, viveu e morreu (uma das mais importantes de São Bernardo), o nome oficial de “Rua Cónego José Simões Maio”, procurando apontar aos vindouros que o homem é grande quando é fiel a um ideal nobre.


Compartilhar titulo produto

Envie-nos a sua mensagem

Obrigado

Tire as suas dúvidas, envie-nos sugestões, estamos ao seu dispor!

Morada

Rua João Paulo II 361 R/C H - 3220-205 Miranda Do Corvo

Contactos

Telef: 239 443 258
Fax: 239 443 259
Telem: 919 187 344br>Email:
luismanuelguerra@portugalmail.pt

Atendimento

Serviços administrativos:

09h00 /12h30m – 14h00 /17h00

CTT

09h00 /12h00 – 14h30m /18h00